Grupo Partage adquire mais dois shoppings pelo Brasil 

Jaraguá do Sul Park Shopping, em SC, e Arapiraca Garden Shopping, em AL, passam a fazer parte do portfólio da empresa 

São Paulo, abril de 2022 – O Grupo Partage anuncia a aquisição de mais dois empreendimentos pelo Brasil. A administradora de Shoppings Centers, com atuação nas cinco regiões brasileiras, amplia o portfólio com a chegada do Jaraguá do Sul Park Shopping, em Santa Catarina, e o Arapiraca Garden Shopping, em Alagoas. Com a negociação, dois novos estados são incluídos no mapa de atuação da companhia. 

“A Partage é um dos grupos de shopping centers que mais cresce no Brasil. Estamos sempre atentos às oportunidades em que possamos investir de forma segura, onde sabemos que podemos agregar aos empreendimentos a nossa expertise e forma de trabalhar, em benefício de lojistas, consumidores e acionistas”, afirma Adriano Capobianco, Diretor Comercial e de Novos Negócios do Grupo Partage. 

A companhia adquiriu 100% do Jaraguá do Sul Park Shopping e participação em 88% do Arapiraca Garden Shopping. Com as aquisições, são acrescidos 57 mil m² de Área Bruta Locável (ABL) ao portfólio, totalizando 455 mil m² de ABL própria em todo o Brasil. 

A chegada dos novos empreendimentos ao time Partage faz parte do plano de expansão do Grupo, que movimentou R$ 2,3 bilhões em 2021 em negócios. Para 2022, a expectativa é chegar a R$ 3 bilhões, um aumento de 30% nos resultados no ano, que impacta no crescimento de times e adoção de novas tecnologias. O foco da companhia é investir em expansão, retrofit e manutenção, garantindo presença sólida nas cidades em que já atua e também em sua expansão na construção e compra de novos ativos. 

O Grupo Partage tem expertise em transações do tipo e desenvolveu um processo em caso de aquisições, de modo a causar o menor impacto possível no dia a dia de todos os envolvidos nas operações. Os lojistas de ambos os shoppings passarão a integrar todas as ferramentas de gestão e relacionamento da Partage, como Academia Partage (plataforma de formação e informação para lojistas), CSC (Centro de Serviços Compartilhados, unidades operacionais que reúnem funções de apoio aos shoppings) e o SAL (serviço de atendimento ao lojista), por exemplo.  

O executivo comenta sobre o impacto das mudanças aos clientes desses empreendimentos. “Os consumidores vão perceber mudanças quando estivermos, aos poucos, implementando nossas estratégias de comunicação, marketing e promoções. O nome e marca dos shoppings serão alterados no momento em que toda a estrutura necessária para a transição já esteja pronta”, pontua.